Quem Sai Perdendo Com a PEC do Teto dos Gastos

O dia 13/12/2016 foi de muita alegria para mim.

Finalmente nossos congressistas, incluindo os Deputados e Senadores decidiram, em sua maioria (infelizmente não dá para contar que todos os congressistas apoiem a responsabilidade fiscal), que o Governo não pode gastar mais do que arrecada.

E por que eu ficaria feliz com esta decisão do Brasil? Essa é fácil. Por que desde que me entendo por gente, meus pais me ensinaram que não se pode gastar mais do que se ganha.

Ora, se eu não posso gastar mais do que eu ganho, porque o Governo poderia? Não faz sentido nenhum.

Exemplo de Discurso Sem Noção


Assisti ontem a alguns discursos de Senadores contra e a favor da PEC, e fiquei surpreso com alguns deles, mas um, em especial, me deixou perplexo.

Uma senadora, que é contrária à PEC, disse que a arrecadação do Governo é mais do que suficiente para pagar as despesas e investimentos do próprio Governo Federal, bastando para isto que o dinheiro fosse devidamente alocado e utilizado com responsabilidade.

Ora, se o dinheiro arrecadado é suficiente, por que ela é contra? Eu não consegui entender.

Uma outra ponderação não me deixou perplexo como a anterior, mas deixou surpreso. Uma senadora da base aliada do Governo que nos deixou a herança de uma dívida explosiva, justamente por gastar mais do que arrecadava, reclamou que a PEC não reduzia o montante do valor destinado ao pagamento da dívida pública.

É incrível, mas ela entende que deveríamos dar calote, ou seja, jogar o país na lama…

Popularidade do Atual Presidente


Sinceramente, não estou nem um pouco preocupado com a popularidade do nosso atual presidente. Não votei nele, mas espero que ele aproveite a sua baixa popularidade para encaminhar TODAS as reformas necessárias. Sem brigar por popularidade, esta tarefa fica mais fácil.

Como trabalhador que paga todos os seus impostos, entendo que o Brasil tem que ser passado a limpo e pronto. Que devemos ter responsabilidade fiscal e pronto. Que não devemos deixar a Previdência quebrar e pronto.

Claro que temos que ter a clareza de fazer as reformas necessárias, sem que isto nos leve a uma guerra civil, mas também não podemos deixar de fazê-las por medo de manifestantes raivosos pagos ou manipulados por quem entende que quanto pior, melhor.

Falando de Pesquisas de Opinião


Pesquisas de opinião são aquele tipo de coisa que classifico como mal necessário. Veja no caso desta PEC. A maioria esmagadora dos entrevistados se disse contrário ela, mas a favor de gastar menos do que se ganha.

Que maravilha. As pessoas acham que têm que economizar, mas que o governo não precisa.

Só que quando você gasta mais do que ganha, seu nome fica sujo e você paga juros exorbitantes para os dias que você atrasou o pagamento.

Já com o governo é diferente. Sabe o resultado de um governo perdulário? Mais inflação (governo imprime dinheiro para pagar suas despesas), mais juros e mais impostos.

Será que as perguntas à pesquisa foram feitas de forma a induzir os entrevistados a uma resposta? Talvez não deliberadamente, mas as respostas não combinam entre si.

Bons investimentos e até a próxima.

 

Dúvidas, críticas, elogios ou sugestões? Escreva para nós no e-mail contato@investimentusbrasil.com.br. E não deixe de se cadastrar abaixo, temos conteúdos exclusivos para você.

CONTEÚDO EXCLUSIVO !

Insira o seu e-mail abaixo para receber GRATUITAMENTE os nossos conteúdos EXCLUSIVOS de recomendações e análises de investimentos.>