Desvendando o Tesouro Pré-Fixado

Vamos continuar hoje nossa série que desvenda os títulos do Tesouro Direto, falando sobre o título pré-fixado.

Este texto terá muitas semelhanças com o texto do Tesouro Selic. Aproveite para fixar as informações.

Mas não deixe de ler os textos anteriores sobre o Tesouro Direto:

Certamente eles também te ajudarão a entender o mundo dos títulos públicos brasileiros que estão disponíveis para a pessoa física pelo programa do Tesouro Direto.

O Tesouro Pré-Fixado é conhecido por duas siglas: LTN (que não paga rendimentos intermediários) e NTN-F (que paga rendimentos semestrais).

A principal característica deste tipo de título é que você sabe, no momento da aquisição a taxa que vai receber no vencimento (ou no pagamento semestral), seja este vencimento em qualquer data que você escolher dentre as opções disponíveis.

Este é o título com maior risco da série do Tesouro Direto, mas sobre isto vamos tratar mais à frente neste texto.

Existe Possibilidade de Rentabilidade Negativa no LTN ou na NTN-B?


A resposta, que pode parecer desestimulante, e que sim, é possível perder dinheiro neste tipo de título.

Neste ponto, você para e pensa. Mas, este título não garante uma rentabilidade acordada no momento da sua compra?

Mais uma vez a resposta é sim, mas isto é verdade se e somente se você resgatar o título no seu vencimento. Se resgatar antes, a sua rentabilidade pode ser maior, igual ou menor do que a contratada, podendo até ser negativa. Por isto ele é um título com risco embutido,

Esta possibilidade leva este título a não ser indicado para suas reservas de emergência (aquele dinheiro que você deve deixar separado e que pode precisar a qualquer momento) em qualquer cenário da economia.

Já pensou em você precisar resgatá-lo e perceber que tem menos do que investiu? Melhor não arriscar.

Como se Calcula a Rentabilidade?


Não tem mistério. No vencimento você vai receber exatamente o contratado.

Se, no momento da compra o Tesouro estava informando que a taxa era de 12,0% ao ano, você vai receber exatamente 12,0% ao ano, sempre com taxa composta.

Vamos a um exemplo. Digamos que você adquiriu o título a R$100,00 em 01/07/2016, com vencimento em 30/06/2019, ou seja, dois anos após a compra, a uma taxa de 12,0% ao ano.

A conta do Rendimento Bruto é a seguinte:

Rendimento = (valor da compra X ((1 + taxa) ^ período)) – valor da compra.

Rendimento = (R$ 100,00 X ((1+0,120) ^ 2)) – R$ 100,00 = R$ 25,44

Perceba que você não recebeu R$ 24,00 de rendimento, que seriam 12,0% X 2 (anos) e sim R$ 25,44. Esta é a magia dos JUROS COMPOSTOS, também conhecida como a magia do JUROS RENDENDO SOBRE JUROS.

Também neste caso, para obter a Rentabilidade Líquida, é preciso descontar o Imposto de Renda (que depende do tempo que você ficou com o título), a taxa cobrada pelo Tesouro Direto (0,30% ao ano) e a taxa cobrada por sua Corretora.

Já alertei para que nossos leitores prestam atenção na taxa cobrada pelas Corretoras, pois as que pertencem aos bancos chegam a cobrar 0,50% ao ano, enquanto algumas não cobram nada. Entre estas Corretoras está a XP, que é enorme e bastante segura.

Como Acompanhar Meus Títulos Pré-Fixados?


Também no caso dos pré-fixados, no site do Tesouro Direto você encontra todas as informações sobre o seu título, incluindo preço de compra, preço atual, tempo decorrido da aplicação, Rendimento Bruto, Rendimento Líquido (descontando o Imposto de Renda), etc. Não deixe de acessá-lo.

Como Comprar o Tesouro Pré-Fixado?


Você consegue comprar o LTN ou a NTN-B direto no site do Tesouro Direto ou pela sua Corretora.

Lembrando novamente: Só é possível comprar títulos (qualquer um dos tipos) do programa do Tesouro Direto tendo uma conta em uma Corretora de Valores.

Não deixe de aproveitar esta oportunidade para começar a se acostumar com a Corretora, pois é o melhor veículo para você investir seu suado dinheirinho.

Imposto de Renda


Também neste título, o Imposto de Renda é calculado pelo próprio Tesouro e você recebe, no momento do resgate, o valor já líquido.

Com relação às alíquotas, são as seguintes, de acordo com o período de permanência com o título:

– até 180 dias, 22,50%;

– entre 180 e 360 dias, 20,00%;

– entre 360 e 720 dias, 17,50%;

– acima de 720 dias, 15,00%.

Bons investimentos e até a próxima.

Dúvidas, críticas, elogios ou sugestões? Escreva para nós no e-mail contato@investimentusbrasil.com.br. E não deixe de se cadastrar abaixo, temos conteúdos exclusivos para você.

CONTEÚDO EXCLUSIVO !

Insira o seu e-mail abaixo para receber GRATUITAMENTE os nossos conteúdos EXCLUSIVOS de recomendações e análises de investimentos.>