4 Motivos Para Sair da Poupança

Vamos começar de uma forma diferente hoje. Vamos começar com uma pergunta: Dá para considerar a tradicional Caderneta de Poupança um bom investimento?

Vou confessar, com um pouco de vergonha: eu comecei a guardar meu dinheiro, ainda quando criança, na Poupança.

Quem me incentivou a este hábito de guardar dinheiro e a utilizar a Caderneta de Poupança como o veículo para fazer que este dinheiro não ficasse “parado” foram meus pais. Na verdade, eles colocavam o dinheiro lá e me explicavam o porquê.

Agradeço demais a eles.

Mais por me incentivarem a ter disciplina de investir e ter a consciência do quão importante é poupar e investir, do que por colocar o dinheiro poupado na Poupança. A verdade é que esta não é a melhor forma para investir seu dinheiro.

Mas, na época, o acesso a grande variedade de investimentos não era tão fácil. E meus pais sempre foram e ainda são pessoas realizadoras. O que é conhecido hoje com o nome de “empreendedor”.

Neste texto, vou listar 4 motivos para você não colocar o dinheiro que você sua a camisa para poupar, na Caderneta de Poupança.  Vamos lá:

1 – Rentabilidade:


A rentabilidade da poupança é muito baixa. O banco paga TR, Taxa Referencial de Juros do Governo Brasileiro (que normalmente varia entre 0,0% e 2,0% ao ano), mais 6% ao ano. Isto, hoje é MUITO abaixo dos 13,75% ao ano da taxa SELIC, que é paga pelo Tesouro Selic, que é um título público negociado na plataforma do Tesouro Direto.

Quem sacou que estes 13,75% ao ano é bruto, ou seja, ainda não está líquido de inflação, está correto. Líquido de Imposto de Renda, este valor cai para 10,65% (se o valor for sacado em até 180 dias), muito melhor do que os 8,00% ao ano da Poupança.

Isto quer dizer que, se você colocar R$ 100.000,00 no Tesouro Direto e sacar 30 dias depois, você vai conseguir R$ 819,29 no Tesouro Selic (já líquidos do Imposto de Renda) e R$ 643,40 na Poupança (considerando que a TR é de 2,0% ao ano).

Isto são R$ 175,89 em apenas 30 dias. Uma bela diferença.

Se você deixar por um ano, aí é covardia: R$ 10.760,00 no Tesouro Selic contra R$ 8.000,00 na Poupança. R$ 2.760,00 em um ano!!!

Agora imagina em mais tempo? O efeito é multiplicador. Não esqueça dos Juros Sobre Juros (que costumo chamar de Maravilha dos Juros Compostos).

2 – Liquidez:


Sempre escuto falar que uma das vantagens da Poupança é a liquidez.

Bom, realmente você consegue solicitar um resgate e ter o dinheiro na conta no mesmo dia. Mas no Tesouro Selic esta diferença é de … 1 dia. Ou seja, um dia útil no Tesouro Selic contra o mesmo dia na Poupança.

Abrir mão da rentabilidade que tratamos no item 1 por um único dia útil não me parece um bom negócio. Principalmente se o tempo de aplicação for de médio ou longo prazos.

Além disto, a Poupança tem a infeliz característica de só render em datas de aniversário.

E o que é isto?

Bom, vamos supor que você deposite R$ 100.000,00 em uma Caderneta de Poupança no dia 01/07 e precise sacar no dia 16/07. Qual será o seu rendimento na Poupança? A resposta é NADA!

E no Tesouro Selic? R$ 408,57. Bem melhor do que nada, certo?

3 – Facilidade Para Investir:


Outro ponto muito divulgado, inclusive por “especialistas” em investimento é a facilidade da Poupança.

Você consegue investir diretamente em seu banco, sem a necessidade de transferir seu dinheiro e nem abrir conta em corretora.

Esta é mais uma falácia. Todos os grandes bancos oferecem a possibilidade de investir no Tesouro Direto por eles mesmos. Claro que é mais caro do que em uma Corretora, mas o fato é que eles oferecem o produto. Talvez não divulguem, por não terem interesse comercial nisto, mas esta é uma outra história.

Além do mais, abrir conta em uma Corretora é muito simples, mais simples do que abrir conta em um banco.

4 – Risco:


Muito se fala da proteção do FGC (Fundo Garantidor de Crédito), que garante R$ 250 mil por conta por investidor, para o caso da Poupança, mas a verdade é que este fundo não tem recursos para garantir muito mais do que uma pequena parcela dos valores investidos com sua garantia.

Ao passo que no Tesouro Selic, você tem a segurança de estar emprestando para o país e também de que se o seu Banco/Corretora quebrar, o título está em seu nome. Basta solicitar a transferência para outra instituição financeira.

Resumindo:


Não dá para afirmar que a Poupança é um bom investimento considerando os 4 pontos listados acima, que são: Rentabilidade, Liquidez, Facilidade para Investir e Risco.

Talvez exista algum outro ponto, mas em termos de investimentos, os quatro acima devem ser sempre considerados como base para a análise de um investimento conservador, que é o que a Poupança se propõe a ser.

E não se esqueça: avaliação de investimento é uma atividade sempre sujeita a mudanças. O importante é ler as variáveis que envolvem determinado tipo de investimento e compará-las com outro(s), para que a decisão tenha embasamento e gere segurança.

Agora, para terminar, o mais importante: não deixe de investir. Se não estiver ainda confortável com nada que não seja a Poupança, vá nela e procure avançar em seus conhecimentos para que, em breve você possa passar a investir em outros veículos mais rentáveis.

Bons investimentos e até a próxima.

Dúvidas, críticas, elogios ou sugestões? Escreva para nós no e-mail contato@investimentusbrasil.com.br. E não deixe de se cadastrar abaixo, temos conteúdos exclusivos para você.

CONTEÚDO EXCLUSIVO !

Insira o seu e-mail abaixo para receber GRATUITAMENTE os nossos conteúdos EXCLUSIVOS de recomendações e análises de investimentos.>